Prefeito JHC anuncia primeiro hospital público municipal da história de Maceió

Maceió vai ganhar o primeiro hospital público municipal da história. O Hospital da Cidade vai contar com atendimento e tecnologia de ponta, com serviços do Hospital Albert Einstein, um dos melhores centros médicos da América Latina. O anúncio foi feito pelo prefeito de Maceió, JHC, em evento realizado onde hoje funciona o Hospital do Coração, na Gruta de Lourdes.

“Com esta aquisição, emancipamos de uma vez por todas a saúde do município. Entregaremos um hospital de alto padrão e iniciaremos uma nova fase da saúde pública de Maceió, logo após já avançarmos muito, com o lançamento de vários programas, como o Corujão da Saúde e o Saúde da Gente, assim como as reformas das principais unidades de saúde”, frisou o prefeito.

Segundo ele, o protocolo de intenção para administração da unidade pelo Hospital Albert Einstein já foi assinado. Até dezembro, a equipe de governança fará o planejamento para se chegar ao perfil de atendimento do Hospital da Cidade e definir as linhas de cuidados a serem oferecidas.

“Com muita coragem e responsabilidade, resolvendo dar mais esse passo, apresentando esse gigante e fazendo Maceió renascer. Com trabalho, a gente consegue mudar a vida de quem mais precisa”, resumiu. JHC garantiu que o atendimento será inteiramente gratuito, oferecendo diversas especialidades médicas. Ele anunciou que há proposta de se fazer parcerias com universidades para se formar centros de pesquisas.

O Hospital da Cidade começa a funcionar no primeiro trimestre de 2024, e é fruto de um investimento de R$ 266 milhões, recursos gerados com a negociação entre a Prefeitura de Maceió e a Braskem.

Quando estiver pronto, o Hospital da Cidade vai atender 55 mil pessoas por ano e capacidade de operar com mais de 200 leitos. O Hospital da Cidade vai funcionar onde hoje está instalado o Hospital do Coração, que está sendo desapropriado, para dar lugar ao novo investimento público.

O diretor do Hospital do Coração, Ricardo César Cavalcante, afirmou, no discurso que proferiu durante a solenidade em que a novidade foi anunciada, que este era um dos dias mais felizes para os que fazem a comunidade hospitalar, sendo a concretização de um sonho que praticamente ninguém pensava que poderia ser realizado.

“O nosso maior desejo era que tudo isso que construímos fosse entregue a todos os alagoanos e não somente a uma parcela da população. JHC, com uma ideia absurdamente brilhante, coragem e visão futurista, é um prefeito fora da curva. Ele conseguiu transformar, em 15 dias de negociação, apenas, um hospital que servia à elite de Maceió e em um espaço para toda a população, trazendo para a gestão a referência do Einstein. Ele coloca o complexo hospitalar à disposição do povo e permite que a medicina continue sendo voltada aos interesses da nossa terra”.

O Hospital terá foco em maternidade, com atendimento em oncologia, exames diagnóstico e cirurgias gerais e hospital do coraçãozinho, para cuidar dos bebês. O Hospital da Cidade será inteiramente mantido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

O consultor em gestão do Hospital Albert Einstein, Rafael Mota, elogiou o prefeito pela aquisição e disse estar muito feliz por fazer parte dessa história. “É uma felicidade ver que as coisas estão acontecendo e saíram dos slides. Esse é o início de uma nova realidade na cidade de Maceió. O nosso propósito é levar uma gota de Einsten para todas as regiões do Brasil, com gestão e inovação. Parabéns ao prefeito por dar esse passo de trazer os melhores para este hospital, assegurando uma melhor assistência em saúde para a cidade”, afirmou.